2017-2021 • GESTÃO INDEPENDENTE, DEMOCRÁTICA, DE BASE E DE LUTA!

Notícias

Fique por dentro de todas as atividades do sindicato.
22 maio

Governo não apresenta dados e FES reafirma que há possibilidade de reposição da data-base

Durante a reunião, representantes sindicais destacaram que a reposição de 4,94% não ultrapassa o limite fiscal.

 

 

Nesta terça-feira (21), Técnicos do FES (Fórum das Entidades Sindicais) se reuniram com representantes do governo estadual para discutir o reajuste da data-base. Durante a reunião, os representantes apresentaram dados e cenários que possibilitam a reposição de 4,94% dos últimos 12 meses.

O governo não apresentou dados e afirmou que a Secretaria da Fazenda (SEFAPR) só apresentará os números do governo na próxima segunda-feira (27). Segundo Marlei Fernandes, a comissão deve se reunir com o Deputado Hussein Bakri amanhã (21) para buscar um novo posicionamento do governo.

Governo tem possibilidade de reajuste

O economista Cid Cordeiro, apresentou dados durante a reunião os quais apontam uma viabilidade da reposição da data-base. “Nós apresentamos hoje na reunião com o governo os dados tanto da receita, tanto do aumento de gastos previstos para 2019 e concluímos que dentro do limite fiscal, que é o grande ponto de discussão, há condições sim de pagar essa data-base de 2019, de 4,94% a partir de maio e também 1% em outubro e mais 1% no mês de dezembro”, enfatiza Cordeiro.

A próxima reunião está prevista para segunda-feira, às 14h.

Reposição e piso-mínimo regional

Os representantes sindicais entregaram um ofício solicitando a reposição do dia 15 de maio. Segundo o governo, a falta não foi lançada este mês e será aguardado o debate para definir um encaminhamento. Também foi cobrado que o governo implemente o piso mínimo regional (R$ 1.306,80), além de auxílio alimentação e auxílio transporte. Já o tema dos(as) pedagogos(as) e readaptados(as) será abordado em reunião amanhã com o deputado Hussein Bakri.

 

FONTE: APP Sindicato

 

 

 

 

 

 

 


APP Sindicato Londrina
Gestão Independente, democrática, de base e de luta