2017-2021 • GESTÃO INDEPENDENTE, DEMOCRÁTICA, DE BASE E DE LUTA!

Notícias

Fique por dentro de todas as atividades do sindicato.
4 nov

Conselho da APP-Sindicato aprova calendário de atividades contra ataques dos governos.

Categoria será convocada para aprovar greve caso governo apresente projeto alterando o regime de aposentadoria estadual.

O Conselho Estadual da APP-Sindicato se reuniu nesta sexta-feira (1º), em Curitiba, para debater a conjuntura política e educacional e definir novas ações de resistência e combate aos ataques dos governos aos direitos dos(as) professores(as) e funcionários(as) de escola e dos demais trabalhadores(as).

Na reunião, os(as) conselheiros(as) decidiram que a categoria será convocada para aprovar greve, caso o governador Ratinho Junior apresente novos projetos de retirada de direitos, como a possibilidade de alterações para piorar as regras do regime de aposentadoria dos(as) servidores(as) públicos(as) estaduais.

O presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão, relata que o Conselho também definiu um calendário de ações a serem encaminhadas antes do encerramento do ano letivo de 2019. Ele explica que as atividades foram pensadas para dar continuidade na mobilização da categoria em defesa da escola pública de qualidade.

“Fizemos uma boa reunião. Além de debates, tivemos reflexões e encaminhamentos que dão sequência na nossa luta permanente e para darmos conta dos próximos enfrentamentos às ações dos governos que insistem na precarização do serviço público e da escola pública”, disse o presidente.

Uma moção de repúdio foi aprovada contra as ameaças de fechamento de escolas. A medida tem sido articulada pelo governo com o impedimento de matrículas para as séries iniciais dos ensinos fundamental e médio, fechamento de turmas e turnos e planos para transformar algumas escolas em extensão de outras. A moção também repudia as direções dos colégios que apoiam essas políticas.

Outra medida aprovada foi o boicote à Prova Paraná. A avaliação proposta pelo empresário Renato Feder tenta promover um ranqueamento das escolas para influenciar a nota do Ideb. A prova, que já passou por três etapas, teve vários problemas na formulação e na aplicação e o sindicato já vinha denunciando a fragilidade deste processo.

:: Calendário de mobilizações

Novembro
05 – Basta Bolsonaro! Por justiça para Marielle, democracia e direitos. Convocação da União Nacional dos Estudantes, Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo e CNTE. Participação nas manifestações nas regiões.
11 – Audiência Pública em defesa da Petrobras, às 9 horas, na ALEP.
19 – Sessão do Fórum Estadual Popular de Educação do PR. (manhã)
Mobilização contra a política empresarial da Seed. (tarde)
Participação de representação dos Núcleos Sindicais. Curitiba e região convocação geral para a participação nos atos.
20 – Dia da Consciência Negra – Atividades nas escolas a partir da proposição da Secretaria Estadual de Igualdade Racial e Combate ao Racismo.
25 – Audiência Pública pelo Fundeb Permanente, na ALEP.
27 – Dia Estadual em Defesa da Escola Pública, contra as políticas da Seed.
– Boicote à Prova Paraná (SAEP).
– Mobilização da comunidade escolar, com reunião / panfletagem sobre as atuais políticas empresariais da Seed. Ato de resistência nas escolas (bandana, faixa de braço).
27 – Dia Nacional pelo Fundeb Permanente.
– Reunião com associação de municípios, vereadores, movimento estudantil, deputados(as) federais e senadores da região, CEE, Undime, ETAMEP, Comissão de Educação da ALEP para entrega carta compromisso/documento com nossas defesas em relação ao projeto do Fundeb permanente.

Dezembro
2 e 3 – Encontro Latino-americano Rede Mulheres da CNTE
3, 4 e 5 – Encontro do Movimento Pedagógico Latino-americano da CNTE
6 e 7 – 3ª Plenária Intercongressual da CNTE

 

APP Sindicato Londrina
Gestão Independente, democrática, de base e de luta.