icon analytics

NÚCLEO SINDICAL
LONDRINA

Gestão
Independente, democrática
e de luta!
2014 - 2017

Artigos

Neste último sábado (25/06), em Assembleia Estadual, professores(as) e funcionários(as) aprovaram quase que por unanimidade o ESTADO DE GREVE.

A decisão foi tomada em virtude da indignação e preocupação da categoria com o descaso do governo do Paraná com a pauta da categoria, como por exemplo, o não pagamento de promoções e progressões de carreira, em atraso desde o ano de 2015. E o pior, além de não honrar seus compromissos, o governo de forma raivosa e autoritária pune, com falta, os educadores e educadoras que no dia 29 de abril foram as ruas protestar contra o massacre sofrido há um ano atrás.

Diante da aprovação, começam a surgir várias dúvidas na categoria sobre o que realmente é o ESTADO DE GREVE. Aqui vão algumas considerações:

1)Esta não é a primeira vez que nossa categoria aprova o Estado de greve. Esta medida foi utilizada em outros momentos críticos em que direitos nossos foram desrespeitados. Em alguns destes momentos, o Estado de Greve se transformou, na sequencia em greve; em outros não.

2) QUAL O SIGNIFICADO DO ESTADO DE GREVE?

É um momento de alerta. É um momento de debate e organização no interior da categoria. O ESTADO DE GREVE atua em três grandes dimensões:

a) GOVERNO – É um recado direto da categoria para o governo. Estamos dizendo que se a atitude do governo não mudar a categoria irá para uma greve. A decretação do Estado de Greve é também, um sinal para o governo de que a categoria está transformando a sua indignação em ação concreta de luta. Ou seja, estamos organizando o nosso time para a greve. Ela não acontecerá se o governo atender nossas reivindicações centrais, ou que simplesmente cumpra a Lei.

b) CATEGORIA – É um recado para o conjunto da categoria. Mesmo com todas as dificuldades do cotidiano escolar precisamos nos organizar. Estamos em uma situação de perigo, pois direitos estão sendo desrespeitados. Por isto, em cada escola precisamos colocar em debate a organização de uma greve como um dos instrumentos de luta da categoria. Talvez ela seja necessária bem antes do que imaginávamos. É um momento de diálogo, organização interna e de motivação entre nós.

c) SOCIEDADE– É um recado para a sociedade. Estamos dizendo aos pais, mães, responsáveis . estudantes e a sociedade em geral que o governo Richa vai mal na educação. Que eu governo desrespeita a Lei e desrespeita os direitos dos educadores(as). Estamos dizendo que nossa paciência está acabando, e se for necessário, iremos a greve.

CENÁRIO NACIONAL – Para piorar o quadro estamos atravessando uma conjuntura nacional totalmente adversa. O grupo comandado por Temer, que está à frente do governo federal tem anunciado medidas que trarão prejuízos irreparáveis para quem é servidor público em nosso país. Entre estas, a reforma da previdência, congelamento de salários, terceirizações, criação de organizações sociais, e a flexibilização de direitos de avanços de carreira e de estabilidade.

A aprovação destas Leis em nível nacional virá como efeito dominó nos estados e munícipios. Por isto, precisamos combater o golpe que o poder econômico está dando em cima dos trabalhadores(as) brasileiros(as). Independentemente das cores partidárias precisamos discutir este cenário em todas as escolas. Não podemos nos omitir. Reclamar depois não irá adiantar.

Prof. Luiz Paixão da Rocha

APP-Sindicato - Núcleo Sindical de Londrina