NÚCLEO SINDICAL
LONDRINA

Gestão
Independente, democrática,
de base e de luta!
2017 - 2021

Notícias

                A sociedade brasileira tem acompanhado com preocupação a greve dos caminhoneiros (as) que já se estende pelo período de 7 dias e tem produzidos efeitos para a população. Seria greve? Lockout? Seria uma pauta, simplesmente, corporativista, isto é, apenas pelo preço do diesel, pelo frete e pela isenção do pedágio para os caminhões?

            Primeiramente, é necessário ressaltar o caráter heterogêneo do movimento, composto por caminhoneiros(as) autônomos(as) e empresas transportadoras. Contudo, nós da APP-Sindicato Londrina pontuamos o nosso apoio à pauta central da mobilização, que é a redução dos preços dos combustíveis mediante o fim da política de preços do Governo Temer e de Pedro Parente; política privatizante, que autoboicota a Petrobrás. Neste sentido, também expressamos nosso apoio aos trabalhadores(as) petroleiros(as), que começam a paralisar as suas atividades também em protesto a esta política nefasta de Temer e Pedro Parente.

         A ação dos caminhoneiros(as) revela os impactos das medidas neoliberais implantadas pelo governo ilegítimo de Temer. A sociedade brasileira já sofre com os impactos de outras medidas como a Reforma Trabalhista, do Ensino Médio e PEC dos Gastos, que não permite investimentos públicos na saúde e na educação durante vinte anos. A atual política de preços estabelecida pela gestão de Pedro Parente na Petrobrás, baseada na determinação do preço pelo mercado internacional, pela privatização de setores da Petrobrás e pelo aumento da importação de combustíveis tem a clara intenção de atender os interesses e ganhos dos acionistas privados da empresa em detrimento da população brasileira que padece com o aumento do diesel, gasolina e gás de cozinha.

            Para atender o mercado internacional o governo Temer e a gestão de Pedro Parente desconstruíram as políticas que vinculavam a exploração do Petróleo e demais riquezas naturais à melhoria do serviço público. Um exemplo é o desmonte do Fundo Soberano que previa que os recursos advindos do Pré-Sal deveriam ser investidos em Educação e Saúde.

            As propostas apresentadas pelo governo ilegítimo de Temer para por fim ao movimento não alteram os fundamentos da política neoliberal que tem orientado a atual gestão da Petrobrás. Ao sinalizar abaixar o preço do óleo diesel e reduzir os impostos tais como CIDE, Pis e Cofins, o governo atende, prioritariamente, a pauta empresarial do movimento e mais uma vez penaliza a sociedade que arcará com os custos sociais e econômicos desta medida.

            A APP-Sindicato Londrina, por fim, reafirma a defesa da Democracia e destaca que propostas de natureza autoritária, como a “intervenção militar” não se constituem como a solução para a grave crise política e social que vivenciamos. A resolução dos impasses atuais está atrelada ao fortalecimento da democracia em nosso país e ao rompimento de uma política econômica neoliberal que objetiva proteger os ganhos de uma minoria da sociedade.

 

 

 

 

 

logo_para_site_NS_Londria.jpg

APP-Sindicato Londrina

Gestão APP Independente, democrática, de base e de luta

 

APP-Sindicato - Núcleo Sindical de Londrina