2017-2021 • GESTÃO INDEPENDENTE, DEMOCRÁTICA, DE BASE E DE LUTA!

Notícias

Fique por dentro de todas as atividades do sindicato.
18 fev

PANDEMIA: Aumento de casos provoca a escassez de leitos para tratamento de Covid-19 em Londrina

Após lotação de leitos, Londrina pede que pacientes da região com Covid-19 sejam internados em outros hospitais do estado

O Hospital Universitário de Londrina, referência no atendimento de casos de Covid-19 no norte do Paraná, está com 94% de ocupação nos leitos de enfermaria do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para a doença.

O hospital tem 96 leitos exclusivos para tratamento da Covid-19. Na tarde de segunda-feira (15), a taxa de ocupação chegou a 113%.

A Secretaria de Saúde de Londrina pediu à central de regulação para que os pacientes dos municípios da região norte fossem encaminhados para outros hospitais do estado.

Isso deve ocorrer até que o hospital tenha condições de receber pacientes novamente.

Conforme o boletim divulgado pelo hospital, a taxa de ocupação dos leitos de UTI Covid-19 adulto é de 88%. Nas UTIs pediátricas exclusivas para a doença o índice de ocupação é de 21%.

Por meio de nota, o HU pediu maior engajamento da população no cumprimento de medidas sanitárias para reduzir a transmissão da Covid-19 e evitar um colapso no sistema de saúde da região.

Profissionais imunizados

Na segunda-feira (15), o hospital concluiu a aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 em profissionais de saúde que atuam na instituição. Essa dose é indispensável para se criar imunidade contra o novo coronavírus.

No caso de trabalhadores que estão de férias ou afastados, o hospital informou que haverá uma nova etapa de vacinação.

Com informações : RPC Londrina.

APP Sindicato Londrina:
Gestão Independente, democrática, de base e de Luta.